Cientistas observam supernova supergigante vermelha pela primeira vez

Apesar do grande número de estrelas no céu, avistar uma no meio de uma supernova ainda é um evento incrivelmente raro.

Agora, os astrônomos capturaram uma supergigante vermelha antes, durante e depois da explosão de uma supernova pela primeira vez, reunindo novas informações cruciais sobre esses eventos dramáticos.

“Este é um avanço em nossa compreensão do que as estrelas massivas fazem momentos antes de morrer”, disse o autor Wynn Jacobson-Galán (UC Berkeley).

“A detecção direta da atividade pré-supernova em uma estrela supergigante vermelha nunca foi observada antes em uma supernova Tipo II comum. Pela primeira vez, vimos uma estrela supergigante vermelha explodir!”

Usando o telescópio Pan-STARRS em Maui, Havaí, os cientistas detectaram a estrela supergigante vermelha condenada no verão de 2020, graças à enorme quantidade de luz que estava emitindo.

Mais tarde, no outono, quando se tornou uma supernova, a equipe capturou o poderoso flash usando o espectrômetro de imagem de baixa resolução (LRIS) do Observatório Keck, baseado no Havaí.

Eles também capturaram o primeiro espectro da supernova, conhecido como SN 2020tlf.

Deixe seu comentário!