Cientistas criam inovador dispositivo de cura

Conhecida como Nanotransfection Tissue (TNT), a tecnologia pode começar a reparar lesões em menos de um segundo.

Pode soar como algo de um episódio de Star Trek, mas, de acordo com cientistas da Universidade Estadual de Ohio, esta notável nova tecnologia pode começar a cicatrizar até mesmo os ferimentos mais sérios quase que imediatos e tem o potencial de salvar muitas vidas.

Tomando a forma de um chip de silicone que simplesmente precisa ser colocado na pele do paciente, o sistema de cura “injeta o código genético nas células da pele, transformando essas células da pele em outros tipos de células”.

O que isso significa é que, se alguém feriu a perna, por exemplo, o chip pode transformar algumas células da pele do paciente em células vasculares para ajudar a reparar o dano.

Em um experimento de laboratório recente, a equipe foi capaz de restaurar a funcionalidade do cérebro em um rato que sofreu um acidente vascular cerebral usando a tecnologia para transformar algumas de suas células da pele em células cerebrais.

Sem efeitos colaterais conhecidos e com a capacidade de ser implantado praticamente em qualquer lugar sem treinamento, esses manchas de silicone podem revolucionar o tratamento de lesões e doenças.

A equipe está atualmente aguardando a aprovação do FDA para iniciar ensaios em humanos no final deste ano.