Bombas da Segunda Guerra Mundial enviaram ondas de choque para a borda do espaço

Os bombardeios devastadores da Segunda Guerra Mundial prejudicaram mais do que apenas alvos no solo.

As violentas campanhas de bombardeio realizadas pelos Aliados e pelo Eixo durante a Segunda Guerra Mundial foram inegavelmente devastadoras e acabaram com a vida de incontáveis ​​milhares de civis inocentes.

Mas não foram apenas cidades e vilarejos que foram danificados nesses ataques – novas pesquisas revelaram que esses intensos bombardeios também tiveram um impacto na atmosfera do nosso planeta.

De acordo com um novo estudo da União Europeia de Geociências, algumas das ondas de choque produzidas pelas explosões atingiram 1.000 km de altura, enfraquecendo a ionosfera da Terra.

“As imagens de vizinhanças em toda a Europa reduzidas a escombros devido a ataques aéreos em tempo de guerra são um lembrete duradouro da destruição que pode ser causada por explosões provocadas pelo homem”, disse o professor Chris Scott.

“Mas o impacto dessas bombas na atmosfera da Terra nunca foram percebidas até agora.”

Espera-se que a pesquisa nos ajude a nos ensinar mais sobre como fenômenos naturais como relâmpagos, erupções vulcânicas e terremotos podem afetar a atmosfera superior do planeta.

“Cada ataque liberou a energia de pelo menos 300 raios”, disse Scott. “O enorme poder envolvido nos permitiu quantificar como os eventos na superfície da Terra também podem afetar a ionosfera.”

Deixe seu comentário!