Bebês podem reconhecer rostos no útero

Nova pesquisa indicou que bebês em gestação já são capazes de escolher rostos conhecidos.

Apesar de não ser possível ver um rosto, as crianças ainda no útero parecem ser geneticamente programadas para escolher por meio de sutis indicadores visuais de um rosto humano.

A descoberta foi anunciada por cientistas na Universidade de Lancaster e sugere que o instinto de reconhecer os rostos é algo com o qual nascemos, e não algo que aprendemos.

Os pesquisadores descobriram que quando eles projetaram uma imagem parecida com o útero, o bebê se virou para olhar, mas se a imagem fosse um padrão aleatório, o bebê simplesmente iria ignorar.

“O feto no terceiro trimestre busca ativamente informações”, disse o professor Vincent Reid.

“Em nosso estudo, eles moveram a cabeça para continuar olhando para estímulo facial enquanto o afastamos. Então eles se mantém ativos na busca de informações do meio ambiente”.

O que isso significa é que outras formas de interagir com o feto podem ser consideradas.

“O feto no terceiro trimestre pode ouvir muito bem. Gostaríamos de estimular que os pais leiam livros em voz alta um para o outro. Isso pode ajudar no reconhecimento e pode ser benéfico”.

Deixe uma resposta