Beber água sem tratamento é a última moda nos EUA

Moradores da região da Baía de São Francisco estão ignorando a água da torneira a favor de beber água “crua” não filtrada, não tratada e que vem direto do chão.

Os defensores afirmam que os benefícios para a saúde da água bruta incluem minerais e micróbios naturais.

Mas a realidade de qualquer água inadequadamente tratada é que esses minerais às vezes podem incluir arsênico e esses micróbios podem ser mortais.

A tendência é suportada pela desconfiança pelo abastecimento público de água, incluindo os processos de desinfecção que a água sofre, o flúor que às vezes é adicionado e os canos de chumbo.

Mas a adição de flúor previne a cárie dentária e não há provas científicas de que o flúor é uma droga de controle mental, mas somente ajuda a saúde dentária.

E desinfetar a água é fundamental para prevenir a propagação de vírus, bactérias e parasitas perigosos.

De fato, as civilizações têm tentado limpar seus recursos hídricos por milênios. Já em 1500 aC, dizem-se que os antigos egípcios clarificaram a água turva utilizando técnicas semelhantes às que usamos hoje, de acordo com um relatório da Agência de Proteção Ambiental.

“Os escritos sânscritos e gregos recomendavam métodos de tratamento de água, como a filtragem através do carvão vegetal, a exposição à luz solar e a fervura”, diz o relatório.

Deixe seu comentário!