Antigos humanos comeram carne por 2 milhões de anos

Um novo estudo indicou que o Homo sapiens comia quase exclusivamente carne por mais de dois milhões de anos.

Uma das tendências dietéticas mais populares atualmente é a chamada dieta paleo, que se concentra em um equilíbrio de frutas, nozes, peixes e carnes magras que refletem a dieta de nossos ancestrais pré-históricos.

Na realidade, porém, nossos ancestrais comiam muito mais carne por até dois milhões de anos, isto é, pelo menos, de acordo com os resultados de um novo estudo de pesquisadores da Universidade Israelense de Tel Aviv e da Universidade do Minho, em Portugal.

Ao analisar os resultados de centenas de estudos anteriores, a equipe foi capaz de concluir que os modernos caçadores-coletores nos deram uma impressão errada sobre o que nossos ancestrais pré-históricos comiam.

“Esta comparação é inútil, no entanto, porque há dois milhões de anos as sociedades de caçadores-coletores podiam caçar e consumir elefantes e outros animais de grande porte – enquanto os caçadores-coletores de hoje não têm acesso a tal generosidade”, disse Miki Ben-Dor, da Universidade de Tel Aviv.

“Decidimos usar outros métodos para reconstruir a dieta dos humanos da idade da pedra: examinar a memória preservada em nossos próprios corpos, nosso metabolismo, genética e constituição física.”

“O comportamento humano muda rapidamente, mas a evolução é lenta. O corpo se lembra.”

De acordo com o estudo, as evidências apontam para a probabilidade de que nossos ancestrais se tornaram altamente carnívoros há cerca de 2,5 milhões de anos e isso continuou até 11.700 anos atrás.

Depois disso, o consumo de plantas se tornou mais comum e as comparações entre nossos ancestrais e os modernos caçadores-coletores tornaram-se mais úteis.

A revolução neolítica da agricultura e da agricultura acabaria por ver a humanidade seguir o caminho que levaria à civilização moderna e às dietas que vemos hoje.

Deixe seu comentário!