Alunos colocam caixas na cabeça durante um exame

Uma escola no México foi criticada depois que um professor fez os alunos usarem caixas em uma tentativa de impedir a trapaça.

O diretor do campus, Luis Juarez Texis, do College of Bachelorors, no estado mexicano de Tlaxcala, foi acusado de ‘humilhar’ seus alunos e violar seus direitos humanos básicos, fazendo-os colocar caixas de papelão na cabeça para impedir que olhem os papéis um do outro.


Uma fotografia da turma se tornou viral depois que alguns pais a compartilharam nas redes sociais.

“Denunciamos esses atos de humilhação, violência física, emocional e psicológica, aos quais estão sujeitos os estudantes do Campus 01 El Sabinal, Tlaxcala”, escreveram eles.“Como pais preocupados com a formação acadêmica de nossos filhos, imploramos às autoridades e instituições federais e estaduais de educação que garantam o direito dos jovens de agir imediatamente”.

O incidente lembra um caso semelhante na Tailândia em 2013, quando os estudantes foram forçados a usar capacetes especiais “anti-trapaça” feitos de folhas de papel.

Apesar da indignação dos pais, muitos usuários de mídia social parabenizaram a escola por encontrar uma maneira eficiente de garantir que seus alunos não trapaceiem durante os exames.

Resta saber se o professor será ou não encarregado do incidente.

Deixe seu comentário!